GD Chaves 0-0 Boavista FC | Domínio não deu para quebrar o nulo
2017-02-05 14:28:36

Na 20ª jornada da Primeira Liga, os Valentes Transmontanos não foram além de um empate contra os axadrezados, num jogo em que o Desportivo mostrou muita raça, só faltando o golo.



Foi debaixo de um temporal que o Chaves recebeu o Boavista, num jogo em que os flavienses iriam procuram responder à derrota na última jornada frente ao Tondela. Para o desafio contra os axadrezados, Ricardo Soares fez quatro alterações em relação ao último jogo, com a entrada para o onze de António Filipe, Pedro Tiba, Braga e William. De fora ficaram os lesionados Ricardo Nunes e Rafael Lopes, sendo que Patrão e Davidson foram relegados para o banco de suplentes.



O Desportivo contou com a primeira oportunidade aos 9 minutos, quando Perdigão disparou de fora da área, o guarda-redes adversário defendeu para a frente e Braga escorregou na altura de finalizar, sobrando a bola para Bressan, que rematou contra um defesa contrário.



Apesar do campo pesado e das condições climatéricas adversas, o conjunto azul-grená fez os possíveis para jogar o melhor futebol que conseguisse e esse esforço resultou num grande domínio do encontro, com várias oportunidades para o Chaves. Como aos 15 minutos, em que Pedro Tiba disparou de fora da área, mas a bola acabou defendida pelo guarda-redes. Bressan também incomodou o guarda-redes axadrezado com dois pontapés livres, aos 16’ e aos 30 minutos, mas Vágner respondeu com boas defesas.



Ainda antes do intervalo, nova oportunidade para o Desportivo. Fábio Martins tenta o remate várias vezes dentro da área, a bola é bloqueada pelos defesas contrários até sobrar para Braga, que atirou ligeiramente ao lado.



No segundo tempo, o Boavista foi tentando criar oportunidades, mas a defesa flaviense esteve sempre atenta. Primeiro, aos 54 minutos, Anderson Carvalho cabeceia ao lado da baliza de António Filipe. Na jogada seguinte, Iuri Medeiros atirou bastante por cima.



Mas foi sol de pouca dura para os visitantes, que depressa o Chaves voltou a criar oportunidades quando, aos 56 minutos, Fábio Martins apareceu dentro da área e tentou o remate já com pouco ângulo, mas o guarda-redes voltou a defender. Aos 69 minutos, nova oportunidade para Bressan, mas o livre voltou a ser defendido por Vágner.



Aos 71 minutos, o Boavista também tentou marcar num livre de longe, mas António Filipe, sempre atento, conseguiu defender o remate de Fábio Espinho. Já no último quarto de hora da partida, o Grupo Desportivo de Chaves continuava à procura dos três pontos, nunca desistindo e contando com duas boas oportunidades para matar o jogo. Ponck, aos 76 minutos, atirou ligeiramente ao lado da baliza, num remate de pé esquerdo e, aos 82 minutos, Pedro Queirós meteu a bola na área, mas William não conseguiu cabecear por muito pouco.



No final o 0-0 não se alterou e o Desportivo de Chaves teve de se contentar com mais um ponto na luta pelos 40 e mais uma jornada em casa sem perder. O Desportivo tem, agora, 28 pontos e está no 7º lugar à condição. Estiveram no Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira 2276 Valentes Transmontanos a ajudar a equipa na sua luta.



Colaborador: João Alves

Galeria

 
Parceiros