CS Marítimo 2-1 GD Chaves | Quem não marca…
2017-04-11 21:31:31

Numa deslocação difícil à Madeira, os Valentes Transmontanos mostraram-se em grande nível e procuraram sempre os três pontos, mas acabaram por sofrer uma derrota no meio de muito azar.


No regresso do campeonato após a eliminação da Taça de Portugal, Ricardo Soares fez duas alterações ao onze que jogou contra o Vitória SC, com Ricardo e William a assumirem a titularidade.


O Desportivo começou ao ataque e aos 8 minutos contou com a primeira chance para inaugurar o marcador. Pedro Tiba rematou de longe, o guarda-redes local defendeu para a frente e Nuno André Coelho cruzou para a área, mas Charles voltou a despachar a bola de qualquer maneira. Aos 16’, os madeirenses responderam, mas o remate de Edgar Costa passou ao lado da baliza de Ricardo.


Dez minutos depois, nova oportunidade para os transmontanos, com Braga a fazer um cruzamento que quase entrou na baliza do Marítimo. Aos 34’, nova resposta local ao ataque do Desportivo, nuns primeiros 45 minutos muito repartidos, com Alex Soares a atirar por cima da baliza azul-grená.


A oito minutos do intervalo, o avançado local Keita recebe uma bola à entrada da área e faz o remate de primeira, surpreendendo Ricardo e fazendo o primeiro golo do jogo. Com este tento maritimista, o Desportivo de Chaves chegou ao descanso em desvantagem.


Na segunda parte, o Desportivo de Chaves apareceu em campo com todas as ganas de levar os três pontos para Trás-os-Montes. Aos 52 minutos, Perdigão recebeu a bola dentro da grande área, após um excelente passe de Pedro Tiba, e disparou forte à baliza, mas o guarda-redes local defendeu a bola.


Após a ameaça, veio a concretização. Aos 56 minutos, Bressan disparou de fora da área, Charles não conseguiu agarrar a bola e o mesmo Perdigão apareceu oportuno a atirar para o fundo das redes, dando um empate justo aos Valentes Transmontanos. Mas apenas um ponto não era suficiente para o conjunto azul-grená, que continuou à procura do golo.


Aos 60’, William desviou um cruzamento na direita para a baliza, mas o esférico embateu na trave. Dois minutos depois, Perdigão apareceu nas costas da defesa contrária, mas atirou a bola por cima da baliza, não conseguindo bater Charles. A 19 minutos do fim, Bressan também contou com uma oportunidade para bater os madeirenses, mas o remate voltou a ir por cima.


O Grupo Desportivo de Chaves não largava os madeirenses, mas acabou por sofrer o segundo golo contra a corrente do jogo. Aos 82 minutos, contra-ataque do Marítimo, passe curto para o lado e Xavier desviou para a baliza deserta.


O resultado injusto afetou os Valentes Transmontanos, que por pouco não sofreram o terceiro golo aos 89 minutos, quando Ricardo defendeu um remate para a frente e a recarda acabou por sair desenquadrada. No entanto, o Chaves ainda teve um último fôlego para tentar levar pelo menos um ponto para casa, mas o remate de Fábio Martins passou por cima.


Com esta derrota, o Desportivo de Chaves continua a somar 36 pontos e mantém o 8º lugar. Estiveram no Estádio dos Barreiros uma centena de Valentes Transmontanos a apoiar o conjunto azul-grená, fazendo-se ouvir numa casa que rondava os 8 mil adeptos adversários.


Colaborador: João Alves

Galeria

 
Parceiros